Bondalti assegura fornecimento de produtos essenciais a limpeza e desinfeção

A Bondalti, maior produtor português do setor da Indústria Química, adotou um conjunto de medidas para assegurar a continuidade do fornecimento de produtos essenciais a vários setores de atividade, nomeadamente a ações de limpeza e desinfeção, que ganham especial relevância no presente contexto de emergência sanitária.

Assim, a Bondalti informa que dispõe de stocks de hipoclorito de sódio, produto que pode ser utilizado na limpeza e desinfeção de ruas, através de uma solução com água em pistolas de alta pressão.  Tendo em conta que este procedimento está a ser adotado em cidades europeias, nomeadamente em Madrid, e com o objetivo de acudir com rapidez à procura de hipoclorito de sódio, a Bondalti agilizará o fornecimento direto sempre que tal lhe seja solicitado.

 

Face ao aumento do número de casos de coronavírus e à sua rápida disseminação na Península Ibérica, a Bondalti tem em vigor um Plano de Contingência que visa reforçar a proteção dos seus colaboradores e da população, bem como assegurar a continuidade da operação e o fornecimento aos clientes. Assim, foi adotado um conjunto de medidas para controlar tanto os riscos para saúde pública como de disrupção no fornecimento de produtos.

 

Como é do conhecimento público, a Bondalti fornece produtos químicos utilizados no tratamento de águas para consumo humano e residuais, tratamento de águas industriais com especial importância no que respeita ao tratamento da legionella, assim como o fornecimento de produtos biocidas fundamentais ao bom funcionamento de várias indústrias, entre as quais se destaca a produção de energia elétrica e a indústria alimentar (desinfeção das linhas de produção dos seus processos industriais).

 

A Bondalti procura, assim, garantir que estes produtos, nomeadamente cloro, hipoclorito de sódio, soda cáustica, ácido clorídrico e ácido nítrico, sejam produzidos e movimentados com normalidade entre as fábricas e os clientes.

 

Estes produtos são importantes para evitar riscos de saúde pública e perturbações no fornecimento de energia elétrica.