BONDALTI PREMEIA IDEIA SOBRE AMBIENTE E SEGURANÇA

Agostinho Lamego, da área de Manutenção da Bondalti, foi o grande vencedor da edição de 2018 do Prémio Colombo, a plataforma de ideias dos colaboradores da empresa.

A ideia é simples – como as boas ideias são quase sempre –, engloba fortes preocupações ambientais, garante melhorias na segurança e permite reduzir custos de manutenção. Por isso, todos os que assistiam às apresentações das ideias finalistas no Open Day Colombo 2018 perceberam logo que “Sopragem das Articulações dos Braços de Carga de Cloro” era uma forte candidata; todos menos Agostinho Lamego, como se percebeu pelo ar incrédulo com que ouviu anunciar o seu nome.

 

Foi nas oficinas de manutenção que as coisas começaram a tomar forma. “Eu era chamado muitas vezes por causas das intervenções nas rótulas dos braços de carga”, conta Agostinho. “Havia queixas que elas perdiam gás e que tinham de ser substituídas. Pensei que isto não podia ser normal. Na verdade, tinha a ver com o sistema de lavagem, que acabava por originar essa necessidade constante de manutenção”. E assim começou a matutar no problema, pensando em possíveis soluções. Até que um dia… eureka! Percebeu que se os braços de carga e descarga do cloro fossem ligados à absorção de emergência, o gás que se acumula seria aspirado e deixaria de afetar e de danificar as rótulas.

 

Depois da validada, a ideia de Agostinho Lamego foi sujeita a uma instalação provisória, com resultados excelentes: “Não voltámos a ter queixas na zona intervencionada”, refere.  Agora, após a atribuição do prémio – que lhe valeu um carro, além do reconhecimento – Agostinho e a área de Manutenção estão a aplicar a ideia, de forma definitiva, em todas as articulações dos braços de carga e descarga do cloro. “É um ganho para o ambiente e para a segurança dos operadores, porque garantimos que nenhum gás se liberta”, diz com orgulho.