Lixívia: a química cloro-álcalis na proteção da saúde

A lixívia clorada (simplesmente lixívia, para os amigos, ou hipoclorito, para os especialistas) é um importante produto químico doméstico há mais de duzentos anos.

Usado como desinfetante para manter a água potável e as piscinas salubres, foi também valioso como branqueador de roupa em tempos sem máquinas de lavar e sem detergentes ultra específicos.

 

É também utilizado, numa base diária, em residências, espaços públicos e hospitais, pelo seu papel na eliminação de bactérias e vírus, e foi até recomendado no combate à recente COVID-19. Nestes casos, os especialistas em saúde recomendam diluir 20 ml de lixívia doméstica num litro de água e passar em superfícies previamente lavadas.

 

Como com qualquer produto químico doméstico, há alguns cuidados a ter para uma utilização sensata e segura:

 

- A lixívia deve ser manuseada com cuidado e com proteção adequada nas mãos e rosto, uma vez que pode irritar a pele e os olhos;

- Nunca deve ser ingerida ou injetada, mesmo muito diluída, seja como tratamento para infeções ou em resposta a qualquer brincadeira ou  "desafio" online, pois isso pode ser fatal;

- Deve ser guardada num local escuro e seguro, longe das crianças, e a data de validade deve ser tida em consideração;

- Nunca deve ser misturada com outros líquidos de limpeza (como vinagre, amónia ou álcool), porque podem reagir e causar a formação de gases tóxicos e corrosivos.

 

Quando armazenada, manuseada e usada corretamente, a lixívia é uma ferramenta essencial para ajudar a proteger as nossas casas, hospitais e comunidades. É um dos vários produtos químicos de cloro-álcalis que ajudam a manter-nos saudáveis.

 

(com Eurochlor)